segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Ó da Régua

O CORETO DO JARDIM ALEXANDRE HERCULANO
Ó da Régua

de musica se envolvia
brilhava com os instrumentos
bandas grandes
em Concertos domingueiros

um Coreto
um Coreto todo em ferro
de varandins trabalhados
agora enferrujados
porque de abandono se apresenta
este espaço altaneiro

abandonado 
a voz emudecida que um dia foi ouvida 

através das crianças enroladas nos ferros 
em brincadeiras e danças
nas horas de maior silêncio
quando as mães descansavam sentadas a olhar para os filhos
pensando neles maestros ou músicos ou engenheiros

(e quem preservaria o Coreto?) 

que ali as unia nas tardes quentes
onde os músicos afinavam sons agudos    sons graves 
ajudados ali perto pelos melros 

hoje
resta o coitado 
do Coreto
para ser olhado
desprezado
enferrujado 
à espera que alguém venha
lhe dê um banho de areia
enquanto a ferrugem 
não lhe leve toda a liga

Ó da Régua
que é da música?








Inez Andrade Paes, In 'CONTOS DE FADAS NÃO DE REIS', ..."que este é a pensar na defesa deste Coreto"...


INEZ ANDRADE PAES (Filha da saudosa poetisa do mar azul de Pemba, GLÓRIA DE SANT'ANNA) nasceu em Pemba Moçambique e vive em Portugal desde 1975. Trabalha e forma atelier de esmaltes -1978. Reside em Lausanne, Suiça-1980-84. Dedica-se à floricultura e inicia trabalho de pintura em madeira-1984-88. Inicia trabalho de pintura em algodão e seda-1985-89. Estágio de aerógrafo em Malmö, Suécia-1989. É-lhe atribuído subsídio de apoio do IEFP-1994. Pintura guarda-roupa Escola de Samba “Costa de Prata”, Ovar – 1997. Estágio de abordagem à pintura a óleo em Londres, G.B. – 1998. Inicia trabalho de horticultura, poda, enxertos de árvores e plantas-1999, 2001. Ilustração do livro infantil, O PELICANO VELHO – 2002. Composição gráfica do livro, AO RITMO DA MEMÓRIA – 2002.  Composição gráfica do livro, ALGURES NO TEMPO – 2005. Autoria e composição gráfica do livro, O MAR QUE TOCA EM TI -2006. Fotografia -2005, 2007. Composição gráfica do livro, E NAS MÃOS ALGUMAS FLORES -2007. Composição gráfica do livro TRINADO PARA A NOITE QUE AVANÇA – 2009. Autoria e composição gráfica do livro, PAREDES ABERTAS AO CÉU – 2011

Clique nas imagens para ampliar. Poema inédito de Inez Andrade Paes publicado neste domingo, 7 de Outubro no seu blogue 'Contos de Fadas não de Reis', solidário ao 'abandonado' CORETO DA RÉGUA. Edição de J. L. Gabão para o blogue "Escritos do Douro" em Outubro de 2012. Este artigo pertence ao blogue Escritos do Douro. É proibido copiar, reproduzir e/ou distribuir os artigos/imagens deste blogue sem a citação da origem/autores/créditos. 

Nenhum comentário: