quinta-feira, 9 de abril de 2009

A ORDEM MILITAR DE CRISTO - Uma grande condecoração para os Bombeiros de Peso da Régua

(Clique na imagem para ampliar)

Esta imagem tirada em Junho de 1931, na cidade de Vila Real, no bonito Jardim da Carreira, vale pelo significado do reconhecimento feito à Associação e ao seu Corpo de Bombeiros do Peso da Régua, pelo Presidente da República General Óscar Carmona que, como admirador do patriotismo dos bombeiros portugueses, contribuiu para o afastamento da ideia de militarização do sector, pretendida pelo então poder político.

Apesar da cerimónia ter decorrido na capital do distrito, por razões que se desconhecem, onde o Corpo de Bombeiros teve de se deslocar, para que o Presidente da República condecorasse o estandarte da Associação com a distinção do grau Oficial da Ordem Militar de Cristo, não pode deixar de salientar-se este acontecimento como marcante para a vida e a história da Associação, que estava próxima de festejar meio século de existência.

Esta honrosa distinção prestigiou ainda mais os garbosos bombeiros do corpo activo, seu comando que, no tempo era o Comandante, Camilo Guedes Castelo Branco (1930-1949), que se distinguiu no meio reguense, pelas suas qualidade de brilhante poeta, com vários livros publicados, e como dramaturgo aplaudido pela autoria da famosa opereta “As Andorinhas”.

A Ordem Militar de Cristo é apenas concedida por “destacados serviços” prestados no exercício de funções públicas que mereçam ser “especialmente distinguidos”.

Em 1965, no ano em que o Presidente Américo Tomás visitou os bombeiros do Peso da Régua, o jornal da Associação “Vida por Vida”, num pequeno artigo intitulado “Recordando uma data”, refere-se a este importante acontecimento nos termos seguintes:

“Já lá vão trinta e quatro anos. Foi em Junho de 1931 que a nossa Associação teve um momento alto quando o saudoso Presidente República General Óscar Carmona condecorou, em Vila Real, a nosso estandarte com a Ordem Militar de Cristo.

Nunca esqueceram os nossos bombeiros tão honrosa distinção que só agora pode ser ultrapassada, pois se há trinta e quatro foi preciso deslocar-nos à capital do distrito para termos juntos de nós o mais alto magistrado da nação, neste ano de 1965, foi o Chefe de Estado (Almirante Américo Tomás) que veio ao nosso Quartel e quis encontrar-se junto destes rapazes que tudo merecem, como tão a propósito foi dito a sua Excelência por pessoa amiga e com responsabilidades no nosso concelho.”

Após estas duas datas (1931 e 1965), só em 1980 é que os bombeiros do Peso da Régua voltaram a ter outro “momento alto”, desta feita, com a visita do Presidente da República, General Ramalho Eanes, no seu Quartel Delfim Ferreira, quando iam comemorar o primeiro centenário de vida da Associação.

Desta vez, das mãos do General Ramalho Eanes uma nova geração de “soldados da paz” viram, com muita honra e glória, ser colocado no estandarte, pelos seus feitos do seu trabalho e do seu altruísmo, mais uma grande distinção, o título de Membro Honorário da Ordem do Infante D. Henrique (Alvará de 6 de Fevereiro de 1984).
- Peso da Régua, Abril de 2009, José Alfredo Almeida.

- Outros textos publicados neste blogue sobre os Bombeiros Voluntários de Peso da Régua e sua História:
  • Os Bombeiros no Largo da Estação - Aqui!
  • A Tragédia de Riobom - Aqui!
  • Manuel Maria de Magalhães: O Primeiro Comandante... - Aqui!
  • A Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Peso da Régua - Aqui!
  • A cheia do rio Douro de 1962 - Aqui!
  • O Baptismo do Marçal - Aqui!
  • Um discurso do Dr. Camilo de Araújo Correia - Aqui!
  • Um momento alto da vida do comandante Carlos dos Santos (1959-1990) - Aqui!
  • Os Bombeiros do Peso da Régua e... o seu menino - Aqui!
  • Os Bombeiros da Régua em Coimbra, 1940-50 - Aqui!
  • Os Bombeiros da Velha Guarda do Peso da Régua - Aqui!

- Link's:

  • Portal dos Bombeiros Voluntários de Peso da Régua (no Sapo) - Aqui!
  • Novo portal dos Bombeiros Voluntários de Peso da Régua - Aqui!
  • Exposição Virtual dos Bombeiros Voluntários de Peso da Régua - Aqui!
  • A Peso da Régua de nossas raízes - Aqui!

Nenhum comentário: