quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

MAPA ASTRAL DA ASSOCIAÇÃO DE BOMBEIROS DA RÉGUA


A AHVB do Peso da Régua foi “inaugurada” (28 de Novembro de 1880),  precisamente com o Sol em Sagitário, na casa 11 (casa das associações e grupos) e está bem recebido pelo seu regente Júpiter (Deus dos deuses na Mitologia); este também rege a Casa 12 (casa da espiritualidade), o que lhe confere em momentos de crise uma ajuda. Esta é fortalecida por um grande trígono entre Urano (ideal, amizade, fraternidade), Neptuno (voluntariado, amor incondicional) e Vénus (amor, paz, fraternidade), em conjunção com o ascendente. Vénus é um planeta forte por sua angularidade. A energia que flui entre estes três planetas constitui praticamente o lema que une e move esta Associação, apesar dos inúmeros problemas e crises que a tem assolado ao longo dos tempos.

O seu Ascendente é Capricórnio, regido por Saturno em queda, isto é mal domiciliado no signo de Carneiro e unicamente mal aspectado pela Lua, o que indicia que houve muitas dificuldades durante os primeiros anos da constituição da  Associação, apesar de um homem determinado como o Comandante Manuel Maria de Magalhães ter resolvido muitas situações complicados e conflitos internos. Assim, derivado a esta configuração planetária, sempre que houve e houver necessidade de mudanças não é com facilidade que as resolvem, pois sempre vêm acompanhadas por dificuldades e atrasos, o que requer muita paciência e perseverança. O regente do Ascendente, Saturno encontra-se na casa 3 em oposição à Lua na casa 9 o que provoca problemas na área da comunicação verbal ou escrita, legalização de situações ou documentos, problemas com os meios de transporte e viagens; visto a Lua reger a casa 7 temos situações causadas por inimigos declarados que poderão ter outras ideologias; questões relativas a processos também poderão ser demoradas.

Dentro da própria Associação vemos frequentemente jogos e disputas acirradas de poder em que a estratégia, a inveja, o ciúme e a competição existem, indicados pelo meio do Céu em Escorpião, regido por Plutão (poder) na casa 4 (local) em oposição a Mercúrio (comunicação) em conjunção com Marte (deus da guerra e antigo regente de Escorpião) na casa 10. Estes planetas estão unicamente mal aspectados, indicando muita polémica e batalhas de poder, em que muitas vezes não prevaleceu o bom senso, mas tudo acabou por terminar em bem.

O Sol em Sagitário em trígono com Júpiter simboliza aqueles que foram os Presidentes de Direcção da Associação, ao longo dos tempos, a começar no primeiro José Braz Fernandes, grande vitivinicultor do Douro, e que estão ligados à área da comunicação porque Júpiter se encontra na casa 3.
O Neptuno é um planeta dignificado por sua angularidade (conjunção com o Fundo do Céu). Este rege a “Espiritualidade” e o “Voluntariado”, algo que vemos muito presente numa associação deste género… também duma forma negativa representa algumas confusões dentro da própria instituição.

Os  trânsitos mais  importantes:
Nos anos de 1920 e 1021, o planeta Neptuno , na casa 7,  começa a fazer quadratura ao meio do Céu e fundo Céu em conjunção a Neptuno, provocando confusões e fazendo demolir algumas estruturas.

Em seguida no ano de 1921, em Março, Urano começou a fazer quadratura com o Sol, provocando instabilidade e acelerando o processo. Em Agosto do mesmo ano entrou neste elenco Plutão, o deus da morte, provocando mudanças radicais. Este activou o T. Square constituído por Júpiter, Vénus e Lua, enquanto passava pelo Descendente como  a Lua também fazer oposição a Saturno este trânsito só acabou completamente em 1935.

Claro que este planeta fez mudar radicalmente a instituição e várias áreas foram afectadas… ou acabava ou mudava completamente. Este também veio acompanhado de situações envolvendo lutas de poder, enfim o trabalho de seres humanos que, com os seus erros e defeitos, procuram alcançar o melhor para o Corpo de Bombeiros.

Para os bombeiros da Régua, a década dos anos 20 foi muito conturbada, sendo sendo que algumas mudanças, nomeadamente a do Quartel para uma casa emprestada por uma benemérita ( a viúva Vilela) e o apoio de outros beneméritos, como a família Martinho e o grande empresário  do Porto, o Sr. Jaime de Sousa, que deu um carro pronto socorro de marca Buick, o proporcionaram alguma estabilidade.

Verificamos em 1954/55 um bom trânsito de Urano (oportunidades), aparecendo uma figura importante da sociedade reguense (Dr. Júlio Vilela) que vai começar a renovar quase tudo na Associação, a começar pelo acabamento da obra do quartel, parada há muitos anos por faltos de recursos financeiros. Um trígono a Mercúrio e Marte na Casa 10 (destino, carreira, imagem, órgãos de poder) e um sextil a Plutão na C4 (imóvel), proporcionando situações favoráveis.

Avançando no tempo, vemos desde o ano de 1975 até 1981, Plutão a activar o T.square que já referenciei nos anos 20, o que vai provocar novamente mudanças radicais e uma afirmação dos bombeiros da Régua a nível nacional, como foi a realização do XXIV Congresso Nacional.

O período de 1997 a 2005 parecendo calmo, acaba por trazer novas alterações radicais na vida da associação e, como alguma confusão, desordem e rupturas, um  ciclo vai acabar e começar em breve um novo, começando-se a fazer-se mudanças a vários níveis.

Mais recentemente, a partir de 2009 até Janeiro de 2011, o Neptuno em Aquário,  na casa 1,  faz quadratura à oposição de Plutão com a conjunção de Mercúrio com Marte, provocando confusões entre dirigentes e bombeiros, desilusões pelo falhanço em projectos e   algumas velhas estruturas começam a ruir, para em seu lugar se erguerem pilares mais fortes, onde há esperança de se continuar a fazer mais e melhor.

É notória a localização actual de Saturno, na casa 9 (edição de livros), em conjunção com a Lua (raízes, passado) e a decisão de ser editado um livro relativo à história da instituição, inspirado nas principais memórias de figuras importantes e acontecimentos que determinam a grandiosidade de uma instituição que nasceu para perdurar na eternidade.

Constata-se ainda da leitura desta presente carta astrológica – inédita no meu trabalho -  que os próximos anos vão ter grandes mudanças radicais, principalmente a partir de 2013 até 2020, pois o tal T.Square que foi activado nos anos 20 e,  em  1975 até 1981,  vai ser brevemente catalisado por Plutão, além de que este vai passar no Ascendente, representando a morte e o renascimento.

Afinal, como acontece na vida de um ser humano, esta Associação com 131 de vida ao serviço da comunidade renova-se e ruma ao futuro, superando as constantes incertezas, mas sempre com um objectivo: servir a população reguense que a criou e com ela mantêm fortes laços de ligação.
Por Isilda Nunes
MAPA ASTRAL DA ASSOCIAÇÃO DE BOMBEIROS DA RÉGUA
Jornal "O Arrais", quinta-feira, 29 de Dezembro de 2011
(Click com o "rato/mouse" para ampliar e ler)
Clique nas imagens para ampliar. Sugestão de JASA (José Alfredo Almeida) para o blogue "Escritos do Douro".  Edição de J. L. Gabão - "Escritos do Douro" em  Dezembro de 2011.

Nenhum comentário: