quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Uma grande honra

É para mim uma grande honra ser o Comandante dos Bombeiros Voluntários do Peso da Régua, ilustre instituição duriense que a 28 de Novembro de 1880 deu os seus primeiros passos e que brevemente fará 133 anos de existência.

Ao longo destes seis anos de Comando, foram muitas as dificuldades, os sonhos, os feitos gloriosos, mas permanece bem vivo o desejo de continuar a desempenhar com generosidade e zelo as tarefas da Protecção Civil. Perante os grandes desafios que ainda me esperam, reafirmo que, com a prestimosa colaboração da Direcção, de todo o Corpo Activo, com Reserva e Honra, serão enfrentados todos eles com a dignidade, o profissionalismo e a dedicação de sempre.

Os Bombeiros do Peso da Régua assumem uma missão insubstituível e estimulam uma cidadania participativa, com base no Voluntariado e no Associativismo, que a região e o País nunca poderão dispensar. Esta disponibilidade para servir o bem público demonstrada pelos “soldados da paz” reguenses granjeou-lhes uma imagem prestigiada e uma identidade singular na região demarcada do Douro.

Ser Bombeiro da Régua, naquilo que é pertencer a uma Instituição Humanitária, mas ser também cidadão de corpo inteiro, é exercer uma função pedagógica em prol de uma cultura e de um sentimento comunitário de solidariedade. É a esta gente ímpar na generosidade, na devoção e no sacrifício que se presta aqui a justa homenagem.

Sob pena de ingratidão e de grave injustiça, não poderia deixar de reconhecidamente agradecer a todos os Civis, Sócios e Beneméritos o incansável apoio a esta nossa Associação. Devo também juntar neste agradecimento todos os Assalariados e Voluntários deste Corpo de Bombeiros, os quais, ontem como hoje, de forma generosa, têm feito história nesta terra Duriense pela sua dedicação, empenho e exemplo.

Por fim, não posso deixar de agradecer ao Dr. José Alfredo Almeida, Presidente da Direcção desta Nobre Associação que, desde 1998, tem vindo a maximizar e a realçar o papel importante dos nossos Bombeiros. Ele que é um Bombeiro sem farda, abraçou esta digníssima causa, demonstrando espírito de equipa, dedicação e companheirismo, enaltecendo a nossa Associação, os seus Sócios, os Beneméritos e os Bombeiros. Os seus livros publicados e as suas crónicas semanais nos jornais Notícias do Douro e O Arrais, aqui na secção intitulada “Arquivo dos Bombeiros Voluntários do Peso da Régua – As Melhores Imagens da Sua História”, recordam acontecimentos e descrevem os grandes momentos do passado dos briosos Bombeiros da Régua. Não devemos esquecer que a ele se deve a iniciativa de apresentar a candidatura da nossa Associação para que o 41º Congresso da Liga de Bombeiros Portugueses fosse realizado, pela segunda vez, na cidade do Peso da Régua. Foi a capital Douro Vinhateiro, reconhecido há dez anos como Património da Humanidade, que, em Outubro de 2011, acolheu todos os bombeiros de Portugal.

É, pois, para mim uma grande honra ser o Comandante dos Bombeiros Voluntários do Peso da Régua e poder partilhar com os Soldados Paz que comando e os magníficos e dinâmicos corpos dirigentes de uma associação cheia de um glorioso passado o lema do “Vida por vida”, que nos obriga a não desistir e a nunca recusar auxílio àqueles que de nós necessitem.
- Peso da Régua, 16 de Outubro de 2013, o Comandante António Fonseca.

Clique na imagem para ampliar. Texto e imagem cedidos pelo Dr. José Alfredo Almeida (JASA) e editados para este blogue. Edição de J. L. Gabão para o blogue "Escritos do Douro" em Outubro de 2013. Este artigo pertence ao blogue Escritos do DouroSó é permitida a reprodução e/ou distribuição dos artigos/imagens deste blogue com a citação da origem/autores/créditos.

Nenhum comentário: