sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Momento Histórico: Bombeiros da Régua em Belém (Natal 2009)

No dia 3 de Dezembro de 2009, por volta das 17.00h, os bombeiros portugueses foram recebidos no Palácio de Belém por Sua Excelência os Presidente da República, o Prof. Cavaco Silva, para assistirem à inauguração da Árvore de Natal. Foram convidados para representarem os bombeiros do distrito de Vila Real as associações do Peso da Régua, como a mais antiga pelos seus 129 anos de existência, e de Santa Marta de Penaguião, por ser das mais novas a ser fundada. Estiveram presentes pela AHBV do Peso da Régua, o seu Presidente da Direcção, Dr. José Alfredo Almeida, que também é o Presidente da Direcção da Federação dos Bombeiros de Vila Real, o bombeiro de 2ª classe António Quintela, sua esposa e ainda a sua filha Ana Margarida Quintela, de 6 anos de idade, bombeira - infante, na Associação que teve a honra de pousar para a fotografia, ao lado de outra bombeira, com a família Cavaco Silva.
O Presidente da República, depois de receber um capacete dos bombeiros das mãos do Dr. Duarte Caldeira, presidente da LBP, saudou numa mensagem os bombeiros portugueses e suas famílias, reconhecendo o seu "contributo imprescindível à vida dos seus concidadãos e constituem um pilar da sociedade portuguesa".



Atento o seu importante significado reproduz-se na integra mensagem proferida aos bombeiros portugueses pelo Magistrado da Nação:

“Saúdo todos os bombeiros portugueses e as suas famílias.
E quero novamente dar público realce à enorme importância do papel desempenhado pelos bombeiros.



São muitos milhares de homens e mulheres, de diferentes idades e condição social, inseridos em mais de 430 associações humanitárias de voluntários e em corporações profissionais.
Todos eles prestam um contributo imprescindível à vida dos seus concidadãos e constituem um pilar da sociedade portuguesa.
Fazem frente a acidentes ou catástrofes – de que os incêndios florestais são apenas um exemplo –, apoiam pessoas doentes, promovem a segurança, a protecção e o socorro das populações e dinamizam a cooperação cultural e económica local.
Os nossos bombeiros fazem tudo isto sobretudo pela gratificação moral que sentem nessa entrega generosa e altruísta à colectividade, num exemplo notável de coragem e motivação solidária pelo serviço público.
Não raras vezes, os bombeiros põem em risco a própria vida. Presto homenagem aos que morreram ou se feriram irremediavelmente em serviço.



Dirijo também uma palavra amiga às famílias dos bombeiros, pois é nos seus mais próximos que se reflecte a angústia e a ausência que a missão de cada um implica.
Mas eu e a minha mulher entendemos dever ir mais longe na demonstração pública do nosso apreço e agradecimento aos bombeiros portugueses, seguindo o exemplo do que já fizemos relativamente a militares e outros membros das forças de segurança.
Hoje, com o apoio dedicado da Liga dos Bombeiros Portugueses, convidamos famílias de bombeiros oriundas de todos os distritos e dos Açores e da Madeira para partilharem connosco a inauguração da árvore de Natal da Presidência da República.
É certamente um gesto muito simples; mas, ainda assim, um gesto que eu gostaria que fosse interpretado como prova da muita admiração e estima que Portugal sente por todos os seus bombeiros.
Aos nossos agradecimentos aos bombeiros portugueses e às suas famílias juntamos os nossos votos de um bom Natal e as maiores felicidades para o próximo ano."
- Peso da Régua, Dezembro de 2009, J. A. Almeida.

(Clique nas imagens acima para ampliar)

Nenhum comentário: