quarta-feira, 19 de setembro de 2012

BOMBEIROS DA RÉGUA UMA REFERÊNCIA NA PROTECÇÃO CIVIL DO DISTRITO DE VILA REAL

Quando me solicitaram que no âmbito das minhas funções de Comandante Operacional Distrital (CODIS) do distrito de Vila Real da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), e portanto com responsabilidade operacional sobre os Corpos de Bombeiros (CB’s) do distrito, relatasse a vivência deste Comando Distrital com o trabalho dos bombeiros do Peso da Régua, senti desde logo que a tarefa não se iria afigurar fácil, porquanto falamos do CB mais antigo deste distrito (fundado em 28.11.1880) e um dos mais antigos do país, que por todo o seu passado de serviço público às populações do concelho do Peso da Régua, do distrito de Vila Real e do país, é uma referência para todos quantos servem na causa da protecção e socorro.

Vivi e vivo, desde que me conheço, ligado aos bombeiros. Sem nunca ter sido bombeiro, passei toda a minha infância e juventude nos bombeiros da Cruz Verde de Vila Real. Neste convívio, tive oportunidade de ir conhecendo os bombeiros do distrito e desde sempre ouvi os maiores elogios aos bombeiros do Peso da Régua.

Concluídos os meus estudos académicos na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), e tendo estagiado na área dos fogos florestais, iniciei o meu percurso profissional na Circunscrição Florestal de Trás-os-Montes na área da protecção florestal e dos fogos florestais, e pude, como coordenador do Sector de Fogos Florestais, trabalhar em variados momentos com os bombeiros do distrito e também, naturalmente, com os bombeiros do Peso da Régua, constatando sempre, estar perante um conjunto de homens e mulheres que honravam a sua farda, a sua associação e a causa dos bombeiros de Portugal.
Chegado ao Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Vila Real, por inerência das funções que desempenho, tive de conhecer aprofundadamente as Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários (AHBV’s) do distrito e particularmente os seus CB’s.

Tenho tido a oportunidade de confirmar as informações anteriormente obtidas. A AHBV do Peso da Régua e o seu CB são de facto uma referência distrital na área da protecção e socorro. Pela sua organização, dedicação, empenho e espírito de missão, pela sua capacidade operacional, estão entre os CB’s, em que principalmente assenta a estrutura de protecção civil do distrito.

A sua área de actuação, em que predomina a influência do rio Douro, torna particularmente relevante as intervenções de protecção e socorro em meio aquático. Num momento em que o trafego marítimo de embarcações turísticas no rio Douro tem tido acrescentos significativos e que mais investimentos em embarcações de passageiros se anunciam e concretizam, é relevante para a imagem da região do Douro, que se quer afirmar no contexto turístico nacional e internacional, a oferta de condições de segurança a todos os que a visitam.
Estão entre essas condições de segurança, naturalmente, a existência de um CB numa das localidades de referência turística do rio Douro como é a cidade do Peso da Régua, dotada de equipamentos de socorro actualizados e sobretudo, de homens e mulheres bem preparados, treinados e formados para prestar o socorro às populações que servem.

Tem sido a formação e o treino operacional uma das áreas de forte atenção deste Comando Distrital, em particular a formação dos bombeiros do distrito, porque só salva que sabe. Tem sido também esse o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos pelo CB do Peso da Régua, que desde cedo entendeu ser a área da formação e treino operacional essencial na actividade do CB, nomeadamente o socorro em meio aquático, diferenciador deste CB relativamente aos demais, e uma especialidade técnica que importa desenvolver e aperfeiçoar, face às situações de socorro com que hoje, cada vez mais, se confrontam os bombeiros do Peso da Régua. São disso exemplo as operações de protecção civil desenvolvidas pelo CB do Peso da Régua quando das cheias que sazonalmente ocorrem na cidade do Peso da Régua, nos resgates aquáticos a vitimas de afogamento e no socorro a embarcações acidentadas no curso do rio Douro.

Mas não se circunscreve a actividade operacional do CB ao meio aquático. Toda a actividade de protecção e socorro desenvolvida é efectuada com elevado sentido de responsabilidade e profissionalismo, quer seja na emergência pré-hospitalar, no combate a incêndios urbanos e florestais ou no apoio às actividades socioculturais do concelho.

Merece contudo destaque, no âmbito da actividade de protecção civil do distrito de Vila Real, o empenho anual no combate aos incêndios florestais que assolam a região e o país.

Entre os diversos riscos que afectam o distrito, o risco de incêndio florestal é aquele que mais fortemente condiciona a segurança e a economia do distrito. Não estando este risco entre os principais riscos que afectam o concelho do Peso da Régua, não significa contudo menor empenho do seu CB no combate a este fenómeno. Ele constitui-se como a reserva estratégia de apoio e reforço às ocorrências que se registam por todo o território distrital e mesmo nacional.

Anualmente, vários são os momentos em que os bombeiros da Régua são mobilizados para constituírem grupos de combate com outros CB do distrito para, deslocando-se por todo o território distrital e nacional, ajudarem, com a sua dedicação, esforço e empenho, a salvaguardar as vidas e o património das nossas populações.
Tendo sido este espirito de voluntariado, de prontidão operacional e de permanente disponibilidade, aliado à competência técnica adquirida com a formação e o treino, que fazem desde CB uma referência para os demais e que todos apreciam acolher quando em apoio às operações de protecção civil.

São estas características que têm enobrecido a instituição e que fazem dela uma referência, particularmente no concelho do Peso da Régua, tão intrincada que é a relação da comunidade Reguense com os seus bombeiros, ao ponto de ser esta associação uma referência no grau de benemerência que os seus cidadãos a ela dedicam, conferindo-lhe a tranquilidade económico-financeira para continuar a prestar o socorro às suas populações.

Assim, tem também procurado este Comando Distrital e os serviços públicos de tutela dos bombeiros, corresponder com os necessários apoios à actividade dos CB’s, e em particular à AHBV do Peso da Régua, sendo exemplo o apoio através do QREN nas obras de beneficiação do seu quartel de bombeiros, o apoio na aquisição de equipamentos operacionais e de segurança para bombeiros e a atempada transferência de financiamentos contratualizados.

Estamos pois perante uma instituição que importa acarinhar, enaltecer e apoiar, que assenta o seu percurso histórico em nobres valores humanos que a conduziram ao presente e que, continuando a cultivá-los, a conduzirá a um promissor futuro.
- Carlos Silva, CODIS de Vila Real






Clique nas imagens para ampliar. Imagens e texto cedidos pelo Dr. José Alfredo Almeida. Também publicado no semanário regional "O ARRAIS" edição de 13 de Setembro de 2012. Edição de J. L. Gabão para o blogue "Escritos do Douro" em Setembro de 2012. Permitida a reprodução e/ou distribuição dos artigos/imagens deste blogue sómente com a citação da origem/autores/créditos.

Nenhum comentário: