sexta-feira, 20 de abril de 2012

Ainda o 41º Congresso dos Bombeiros na Régua

Comandante Álvaro Ribeiro, BV Cruz Branca - Vila Real

Por desafio do meu prezado amigo Dr. Alfredo Almeida, Presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários de Peso da Régua, pretendo descrever o acontecimento na perspetiva da organização do desfile, que foi marcante para todos, em especial, para mim que vivi a iniciativa desde o momento inicial até ao seu encerramento, não escondendo algum sentimento que é resultado da minha grande paixão pelos Bombeiros há mais de 30 anos.

As reuniões preparatórias do Congresso ditavam por parte da Liga um Congresso totalmente virado para as jornadas administrativas, estando a componente eleitoral a dominar todos os assuntos.

Do nosso contributo local para colocar em marcha a máquina do Congresso renasceu, à imagem mitológica da Fénix, a tradição do desfile. Congresso sem desfile não é congresso de Bombeiros e como tal avançou a proposta para a Liga da realização do sugerido desfile. O Conselho Executivo da LBP reuniu e aprovou a proposta, que foi disseminada por todas as Federações Distritais no sentido de avaliar as presenças de pessoal, já que o desfile de veículos era circunscrito ao distrito de Vila Real para evitar despesas.
Algum tempo depois e já com a máquina em movimento, o núcleo organizador constituído pelo Comandante Araújo que representava a Liga; os Bombeiros de Peso da Régua através do seu Comandante António Fonseca; e a Federação dos Bombeiros de Vila Real, representada na sua componente operacional por mim próprio tivemos a informação da Liga de que as inscrições eram poucas e na sua maioria constavam apenas de estandartes das Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários e suas Federações. Este facto não constituiu desalento e a participação ficou somente com os meios apeados e motorizados do Distrito de Vila Real.

Iniciou- se, assim, uma nova etapa da organização do desfile. Houve sempre ânimo a nível local para dar seguimento à ideia inicial de manter o desfile no encerramento do Congresso como uma tradição, que distinguia os Bombeiros de todas as organizações por mais intervenientes que fossem na sociedade. A importância dos Bombeiros em desfile e respectivas viaturas está espelhada, no encerramento do  Congresso, realizado na cidade Peso da Régua em 1980, pela presença do Presidente da Republica General Ramalho Eanes.
Das nossas conversas surgiu então a ideia de inovar esta exposição pública de meios humanos e materiais que caracterizam a maior força de Socorro em Portugal apoiada numa filosofia de voluntariado. A proposta de desfile temático vingou e avançou-se de imediato para a definição dos temas. Surgem os incêndios urbanos, os incêndios florestais, o Salvamento e Desencarceramento, o Socorro Pré-hospitalar, as Operações Aquáticas e os Infantes e Cadetes. Estavam representadas as potencialidades dos Bombeiros do Distrito de Vila Real. Cada tema era figurado pelos meios humanos com o respetivo equipamento de proteção individual e os meios motorizados adequados.

A aceitação desta ideia na reunião plenária com todos os Comandantes dos Corpos de Bombeiros do Distrito possibilitou, também, uma representação de bombeiros com uniforme tradicional e o capacete metálico.
A nomeação de responsáveis pelos temas foi feita e marcaram-se os dias para as instruções, que devido ao elevado número de incêndios florestais foram alteradas para quase em cima do acontecimento.

As obras nas ruas do centro da cidade da Régua obrigaram a ajustamentos, no local da concentração da formatura e mesmo no percurso desejado. Contudo, não alterou a ideia inicial que era atrair púbico, mostrando à nossa população os domínios específicos dos Bombeiros do Distrito e a sua capacidade organizativa de eventos com alguma dimensão. Não podemos ignorar o olhar atento de muitos amantes desta atividade altruísta que através de uma visão laser estavam a tentar detetar as anomalias de uma ideia nova que marcava a diferença no espaço tradicional de encerramento dos Congressos.
Não podemos deixar de referir as condições meteorológicas que estiveram ao melhor nível para o público e para os bombeiros que garbosamente desfilaram ao toque da fanfarra dos Bombeiros de Peso da Régua.

A Direção dos Bombeiros da Régua, imbuída num espírito de missão, e as instituições externas aos Bombeiros como a Câmara Municipal de Peso da Régua que foi inexcedível contribuíram positivamente para o sucesso deste evento.

No final do desfile e depois de alguns dos meus amigos Bombeiros de vários pontos do País pedirem a reportagem vídeo, senti de imediato uma sensação de compensação pelo trabalho desenvolvido e pela aposta ganha no desafio de organizar o desfile temático.

Não poderei ocultar a felicidade que partilhei com outros elementos integrados na organização por esta ter decorrido com um elevado grau de profissionalismo.
A finalizar, o lanche convívio realizado no Mercado Municipal foi um momento agradável de convivência entre todos os participantes e outros elementos que estiveram envolvidos na organização. O recém-eleito Presidente do Conselho Executivo, Jaime Soares, esteve também presente, cumprimentando os Bombeiros e Dirigentes.

Clique nas imagens acima para ampliar. Imagens de autoria do fotógrafo Marques Valentim. Sugestão de J. A. Almeida e edição de J. L. Gabão para o blogue "Escritos do Douro" em Abril de 2012. Texto também publicado na edição do semanário regional "O Arrais" de 26 de Abril de 2012. Este artigo pertence ao blogue Escritos do Douro. Todos os direitos reservados. É permitido copiar, reproduzir e/ou distribuir os artigos/imagens deste blogue desde que mencionados a origem/autores/créditos.  

Nenhum comentário: