terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Primeiro Guia Turístico da Natureza do Douro


Esta segunda-feira, dia 16 de Janeiro foi lançado o primeiro Guia Turístico da Natureza, em São Salvador do Mundo, São João da Pesqueira. Este guia, disponível em português e em inglês, é da responsabilidade do Turismo do Douro e tem o apoio da CCDR-Norte, da Estrutura de Missão do Douro, e do QREN, através da ON2.
O presidente da Entidade Regional Turismo do Douro, António Martinho, assumiu à Agência Lusa, citado pelo Expresso Online, que o turismo de natureza “está a aumentar”. Como resposta a esta procura crescente de turistas que chegam ao território para observar a paisagem, a fauna ou a flora, foram sendo criadas empresas especializadas, que levam os visitantes a conhecer melhor a região, mas ainda não havia um livro de bolso que congregasse toda a informação. - Via  PLIO

O presidente da Entidade Regional Turismo do Douro, António Martinho, disse à Agência Lusa que o turismo de natureza "está a aumentar" neste "pedaço de beleza absoluta" que se transformou num "poema geológico" descrito pelo mais conhecido dos autores transmontanos, Miguel Torga.
Para responder à procura foram sendo criadas empresas que levam os visitantes nas mais diversas aventuras pelo Douro e surge, agora, um livro de bolso, disponível em português e em inglês, que concentra toda a informação.
Segundo o responsável, o objetivo é que, quem visita este território, possa desfrutar ao máximo da sua riqueza natural "única", da paisagem à geologia, fauna e flora.
O cenário escolhido para o lançamento do guia foi o miradouro de São Salvador do Mundo, em São João da Pesqueira.
Aqui, com o rio aos pés e um "mar de pedra pela frente", os turistas podem deparar-se com uma "síntese do que de melhor o Douro tem para oferecer". Além da vegetação autóctone que cobre a encosta que leva ao miradouro, podem ainda aparecer algumas águias a cruzar o céu.
O livro está organizado por capítulos que vão desde o Marão -- Alvão, o Vale do Tua, a Margem Sul, Terras da Nave e Leomil, Arribas e Arqueologia e Pilares da Terra, Miradouros e Logística Fluvial.
Este é um Douro de rio, de granito e xisto, de socalcos cobertos de vinha, de floresta, de aves, mamíferos, répteis e anfíbios, de plantas. Mas o Douro é também o barco rabelo, o pastor, a cabra bravia e a vaca maronesa, os museus que encerram histórias antigas, cogumelos e os peixinhos do rio que podem ser provados em algumas tasquinhas.
Esta iniciativa da Turismo do Douro conta com o apoio da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-Norte), da Estrutura de Missão do Douro e do QREN, através da ON2.
Segundo António Martinho, o projeto custou cerca de 30 mil euros. Os guias vão estar disponíveis nos postos de turismo espalhados pelo território.
O guia foi executado pela Longomai, uma empresa de Samuel Tapada.
Segundo um estudo da Brandia Central, a paisagem duriense é a preferida dos portugueses.
A milenar construção da vinha em socalcos levou à classificação do Alto Douro Vinhateiro como Património da Humanidade em 2001, território inserido na mais antiga Região Demarcada e Regulamentada do Mundo (1756).
O Douro foi ainda distinguido como Destino de Excelência, junto da Organização Mundial de Turismo (2008), é uma das 77 Maravilhas da Natureza do Mundo e o sétimo melhor Destino para Turismo Sustentável da National Geographic, entre 133 destinos (2009).
Neste momento, a região é objeto de um trabalho dirigido pela National Geographic Society, com vista a integrar os sítios de Geoturismo. - Via RTP
Clique na imagem para ampliar - Vista da região do Douro em São Salvador do Mundo
Lucília Monteiro - VISÃO

Nenhum comentário: