quinta-feira, 28 de abril de 2011

MORREU JOÃO DE ALGÉS

(Clique na imagem para ampliar)
In Memoriam

MORREU UM AMIGO: JOÃO DE ALGÉS

Morreu o João de Algés, como era conhecido o senhor João Pereira, residente na freguesia de Poiares, com 69 anos de idade, antigo taxista e actualmente comerciante muito conhecido na Régua e mesmo a nível nacional por ser o dono do restaurante “Dois Irmãos” sito na Avenida João Franco, desta cidade, muito frequentado pelo serviço de qualidade das suas refeições diárias e, em especial, por servir um cabrito assado, que a sua esposa Dona Helena confecciona como mais ninguém.

Morreu no dia 24 de Abril de doença súbita, quando se encontrava a iniciar mais um dia de trabalho no seu restaurante.

Homem de carácter, educado e bem-humorado, apesar de lhe ser conhecido um trato, às vezes, de alguma rudeza nas palavras, mas que era inofensiva e, para quem o conhecia ou tinha a felicidade de o conhecer melhor o seu foro íntimo, se tornava numa agradável e comunicativa simpatia.

O João de Algés deixa muitas saudades nos amigos e nos clientes! Foram esses que, em grande número, compareceram no seu funeral e o acompanharam até à sua última morada, o cemitério de Poiares onde certamente repousa na paz eterna.

Apesar do seu feitio muito especial, o João de Algés foi um comerciante que marcou a vida da cidade e deixa uma história de vida que os seus amigos nunca esquecerão. Foi um lutador e sonhador. Admirava os velhos actores de filmes românticos, o Jerry Lewis e o dançarino Fredy Astery, que julgava parecidos na imagem com o teu grande amigo das fotografias, o Ferreira da Foto Baía.

Serás lembrado pelos teus talentos, mas o teu valor foi o de seres um homem simples, humilde e generoso. Um reguense que amava a sua terra e a Régua.

Até sempre amigo JOÃO DE ALGÉS. Acredita que, enquanto cá andarmos, não deixaremos de passar pelo teu restaurante para saborear as refeições cozinhadas pelos dons da tua mulher, os teus vinhos “rebenta fragas”, as tuas aguardentes caseiras e as laranjas doces de Covelinhas escolhidas pelo teu empregada preferida, a Marianinha..!. É pena, depois, não podermos reclamar contigo... Até compreendias que não tinhas sempre toda a razão, amigo.

Descansa em Paz e nas Mãos de Deus.

Peso da Régua, 27 de Abril de 2011,
Os teus amigos JA e FF

Nenhum comentário: